quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Sapatos

Sou a legítima MAS: Mulher que Ama Sapato!
Quando era solteira, sempre que chegava em casa com uma sacolinha minha mãe perguntava:
-Comprou roupa?
- Não é sapato mesmo...
- Outro?
- Ahãm.
Sempre as mesmas perguntas, sempre as mesmas respostas.

Tenho alguns que são para o bate enxuga, todo dia, toda hora. Geralmente tênis e minha pantufa do Taz.
Tenho aqueles das ocasiões especiais e aqueles que são sagrados.
Existem aqueles que são como entes queridos, que já se foram, mas que por vezes vem me visitar em rápidos flashes.

No último flash que tive lembrei de um sapato que tive lá por volta de milinovecentos e bem antigamente, que era de nobuk - sim, foi uma febre - estilo boneca, com um salto alto e grosso, com aquela tirinha por cima do pé. Um arraso. Adorava aquele sapato.
Como um flash puxa o outro fiquei imaginando se eu pudesse ter um encontro meio surreal com todos os meus sapatinhos que já passaram dessa prá melhor, no céu dos sapatos.
Ia ser um encontro mágico e cheio de encanto, com purpurina caindo e o céu azul e vermelho ao fundo.
Faria um carinho em cada um deles e cada um deles me traria uma recordação tão querida.
Acho que iamos chorar.

É claro que ia ter arrepios por reencontrar alguns e até ia pensar:
- Como eu pude...
Certamente não ia falar sobre isso prá ele, pois sapato também é gente e poderia ficar com algum complexo. Errar é humano e o erro foi meu. Assumo minha falta de gosto e fim de papo.

Ia ter aqueles que seria difícil dizer adeus novamente. Que trazem lembranças de festas inesquecíveis, promoções no trabalho ou momentos ímpares, sem trocadilho.
Tem também aqueles de que não guardo muita saudade, pois foram verdadeiros carrascos com meus pobres pés, também receberiam meu agradecimento, afinal, assim como filhos, não pediram prá sair da prateleira.
Talvez fosse apropriado que o carinho fosse feito com o pé, ainda vou decidir.
Talvez não seja uma má idéia comprar logo dois pares de cada na próxima vez e montar um museu particular.

6 comentários:

CarolBorne disse...

O que eu posso dizer a não ser que também sou MAS? Saudade das nossas sacolinhas de sapato! Avemaria!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eh o item do vestuário feminino que mais ouço as mulheres falando e dedicando atenção: os sapatos.
Eu acredito que em cada mulher tem sim, uma Imelda Marcos latente hehehe...

Mas até que seria bom os homens aprenderem a pensar mais em sapatos também. Muitos usam cada jacaré nos pés, umas coisas feias que não combinam com nada...

Um bom dia pra vc!

Letícia disse...

Olá!
Sapatos definitivamente não fazem a minha cabeça.
Eu sou uma L.P.C = louca por cosméticos!

Cib disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cib disse...

Pois eu também sou uma MAS, recusando recuperação, inclusive.
E, acredite, tenho uma amiga muito querida, formada em comunicação, cuja monografia de conclusão de curso versou sobre o fetichismo por sapatos no seriado Sex and the City. Eu até me ofereci pra ser da amostra de análise e testar milhares de pares de sapatos lindos, mas não rolou...
Me sinto no topo do mundo quando me empino num escarpin de salto agulha de 15cm. Vai dizer que tu também não??? hihihi
Beijooo!

Rejane disse...

Essa matéria era sobre mim?(rsrs)

Pense na tristeza que é chegar um dia na vida da mulher e ela saber que não pode mais usa salto alto?! aconteceu comigo, hoje só uso anabelas que de belas só tem o nome.Desenvolvi desgastes nos meniscos e na condromalácea patelar- é mole? bjos