quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Penso, logo não durmo



Desde muito jovem, antes mesmo de entrar na segunda década, tive problemas de insônia.
Não raro perdia o sono. Muitas vezes a causa estava bem perto: alguém roncando, cães latindo pela madrugada, mas na sua grande maioria a causa eram..meus pensamentos...
Meus próprios pensamentos, que sabiam me fazer mal, me privavam da delícia de boa noite de sono.
Varei muitas madrugadas pensando na morte da bezerra. Outras tantas com problemas que não se resolviam.
Mesmo sabendo que deveria dormir, não conseguia. Virava de um lado para outro, achando que a troca de posição adiantaria...Ledo engano, noite após noite.
Mais tarde, descobri as maravilhas dos remédios para dormir: valium, roypnol, lexotan e tantas outras drogas que me deixavam com a sensação de ter sido atropelada por um trem de carga após uma boa bebedeira. Passava o dia pior que uma noite insone. Deixei prá lá essas porradas alopáticas e tentei os mais serenu´s, com o perdão do trocadilho. Funcionavam na primeira vez e depois me abandonavam à insônia novamente. Hoje uso rivotril de vez em quando e consigo passar bem à noite e o outro dia.
Hoje continuo experimentando algumas noites muito mal dormidas, mas quando a mosquinha do pensamento se acorda - e me acorda também - não deixo que meus pensamentos tomem o rumo que quiserem. Procuro mantê-los em apenas uma direção, pois descobri que nada mais cansativo e tedioso do que uma mente que não procura alternativas, que não acha saídas...que não pensa. Quando mantenho meus pensamentos contidos, como o gado na mangueira...eles se tornam tão enfadonhos que acabo dormindo.
Descobri minha própria droga anti insônia.

7 comentários:

Néia (Dulci) disse...

O sono é fundamental para a saúde, que bom que vc encontrou uma alternativa que não a deixe mal no dia seguinte. Conduzir os pensamentos é uma atitude sábia, somos levados por eles, melhor incutir somente os bons, positivos, otimistas.
Um abraço.

FADINHA disse...

Eita menina danada!
Excelente saída essa, viu?
Vou experimentar também!
Bjocas

Bloguinho da Zizi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitor Finkler disse...

Realmente, uma noite mal dormida é terrível. Felizmente não tenho muitos problemas em dormir, apenas não consigo dormir muito cedo.

Quando estou internado para as quimioterapias acabo me rendendo aos remédios, pois, talvez em decorrência de ansiedade elevada, não consigo dormir de maneira natural.

A verdade é que somos escravos do sono. Precisamos dele para nosso bem-estar e qualquer alternativa que o viabilize vale a pena!


Abraço,
Vitor Finkler

Simone disse...

HJ fiz as contas e percebi que, com o horário de verão, estou dormindo as 21 e 30 e acordando as 4 e 30. Acho que vou comprar uns porquinhos e umas galinhas... eheheheh. Bjs.

COISAS DI KAROL disse...

Oi minha amiga maravilhosa, lancei uma Campanha ♥FAÇA UMA CRIANÇA FELIZ NESTE NATAL♥ , preciso de sua ajuda para disseminar essa idéia para o máximo de pessoas que puder, tenho certeza que assim faremos muitas crianças sorrirem neste Natal... Conto com você!!! O selo da campanha está no meu blog.

COISAS DI KAROL

http://coisasdikarol.blogspot

Bloguinho da Zizi disse...

Marilisa
Te mandei outro e-mail.
aguardo
beijinhos