quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Engraçado, muita gente que escreve diz que está sempre com um caderninho por perto prá quando "dá a luzinha" anotar, prá não deixar ela escapar. Prá variar comigo é ao contrário. Sempre que a "luzinha" dá o ar da graça rezo para ter um teclado por perto e para que ele esteja ligado. Por esse motivo não tenho postado muita coisa. Esse verão resolvi me juntar ao resto da humanidade e aproveitar o sol, o calor prá ficar literalmente de papo pro ar. De preferência próximo à piscina. Como não tenho lap top deixei muitas luzinhas se perderem no horizonte e meu blog ficou meio abandonado. Acho que vou adotar um caderninho. Mas, tudo bem, é por um motivo nobre. Em março entro e férias ( ou melhor começam as aulas das crianças) e volto a deixar meus dedos correrem pelas teclas.

3 comentários:

Ana Paula Sampaio disse...

Mari, fico muito feliz em saber que veremos você mais por aqui! Sabe, amiga, sempre tive mania de caderninho, mesmo nos tempos em que blog nem existia. É como você disse, a luzinha vem e vai ver você está na beira da piscina, no trânsito (acontece muito) ou debaixo do chuveiro! rsrs beijos e feliz recomeço! =)

Larissa Bohnenberger disse...

Bah, nem me fala. No meu antigo setor de trabalho, a gente trabalhava com desenas de bloquinhos de anotação por perto. Onde acontecesse alguma coisa digna de uma blogada, ou quando a inspiração surgisse, era só esticar o braço que o problema estava resolvido. Só que agora a coisa é um pouco mais complicada quando eu não posso parar o que estou fazendo. Já cansei de perder posts inteirinhos 'escritos' na minha cabeça por não ter como passá-los para o papel. Mas que bom que estás voltando a ativa!
Bjos!

Carolina na janela disse...

Pior é passar a noite sonhando com uma blogada daquelas e, assim que abre os olhinhos, na manhã seguinte, cadê?

Vida de escriba é mole não!